Pincéis de maquilhagem essenciais

6

Abr

Daniela Monteiro

maquilhagem

Os pincéis, para além de serem um objeto com a sua quota de luxo, que qualquer amante de maquilhagem deseja, são utensílios muito úteis na hora da aplicação. No entanto, aproveito para deixar aqui um tutorial de uma maquilhadora profissional que nos prova que é possível usar maquilhagem sem pincéis e ter ótimos resultados.

Por onde começar?

Primeiramente, há que escolher entre adquirir um kit ou pincéis individuais. Aconselho a juntar dinheiro para comprar um kit de boa qualidade, por duas razões: os pincéis de boa qualidade duram uma vida inteira, quando bem cuidados, e um kit fica mais barato do que comprar pincéis individuais.

Mas… nem todos precisamos de um kit completo. Neste caso, retiro o que disse, pois se só vão comprar 2/5 pincéis, a menos que encontrem o kit perfeito (como esteeste e este, por ordem crescente de preço), é boa ideia investir em bons pincéis individuais.

Para que servem?

De uma forma reduzida, aqui ficam os propósitos dos pincéis mais famosos (as imagens estão por ordem, saltando o kabuki):

  1. Pincel de base: Espalha a base de forma uniforme, como quem pinta uma tela. Aconselho a quem usa bases de fórmula mais líquida (fluída) e de boa qualidade.
  2. Pincel duofibra: Mais utilizado para produtos (base, blush) líquidos e em creme/mousse. Proporciona um acabamento leve a médio, pois ao mesmo tempo que espalha, as fibras da extremidade (brancas, mais suaves, finas, e menos densas) esbatem, o que resulta numa cobertura quase impercetível, por vezes descrita como efeito “aerógrafo”. Aviso: o duofibra da Sigma (F50, já o F15 é diferente) é o único pincel da marca que já vi receber reviews negativas, pois larga algumas cerdas na utilização e na lavagem.
  3. Pincel buffer: É bastante denso e relativamente firme, o que resulta numa aplicação mais uniforme e pigmentada. Muito versátil, pois pode ser usado para a aplicação de líquidos, cremes e pós, dependendo do material de que as cerdas são feitas.
  4. Pincel kabuki: De cerdas curtas e densas, é mais utilizado para aplicar pós minerais e blush. Perdoem a preguiça, mas não ficou na imagem porque a proporção não é a melhor… podem vê-lo aqui.
  5. Pincel de pó: Volumoso, macio e pouco denso, permite uma aplicação leve mas pouco controlada de produtos em pó.
  6. Pincel angular: Dois em um – permite aplicar blush, bronzer ou apenas um pó mais escuro, para contornar o rosto. Graças à sua forma, permite controlar onde queremos mais pigmentação (cerdas mais longas) ou uma cor mais esbatida (cerdas curtas), daí preferir este ao típico pincel de blush.
  7. Pincel abaulado: Tem quase a mesma função do pincel angular, portanto trata-se de uma questão de preferência. Acrescento que é bastante útil para esbater o corretor, quando este é aplicado em grandes áreas.
  8. Pincel de blush: Como já referi, não penso que seja o melhor para blush (embora vá depender da forma do rosto). No entanto, creio que é preferível ao de pó, pois permite uma aplicação mais localizada e controlada do produto, o que é útil para matificar a zona T (principalmente se estivermos a usar iluminador, pois é possível isolá-lo) ou fixar o corretor. Também pode ser utilizado com base líquida, e neste caso confere uma acabamento semelhante ao duofibra.
  9. Pincel de corretor: Semelhante ao pincel de base, existem em vários tamanhos, mas se quiserem usá-lo aconselho um médio, com o qual é fácil aplicar a técnica do triângulo (o que, em boa verdade, é o único bom uso que lhe podem dar…).
  1. Pincel de sombra: Maioritariamente utilizado para aplicar sombra na pálpebra móvel, funciona melhor quando pressionamos a cor na pele com o pincel do que esfregando.
  2. Pincel lápis: Muito útil para definir o côncavo ou a linha de pestanas inferior, ou seja, para aplicar pigmento concentrado em zonas reduzidas.
  3. Pincel de esfumar: Esbate as linhas de cor mais marcadas (tanto nos olhos como em todo o rosto) e é normalmente usado no côncavo, na zona das olheiras (para esbater e fixar o corretor), ou para esbater o contorno do nariz.
  4. Pincel chanfrado: Pode ser usado para preencher as sobrancelhas ou, se for mais rígido, para esfumar o lápis e aplicar sombra como delineador. Pessoalmente, prefiro usá-lo para o primeiro efeito.
  5. Pincel de eyeliner: A forma esguia permite aplicar o eyeliner (líquido ou em gel) com precisão. Se for angulado, adapta-se mais facilmente à forma do olho.
  6. Pincel de lábios: Auxilia na aplicação precisa de cores fortes de batom, de forma a obter uma linha definida. Regra geral, um pincel de corretor pequeno serve a mesma finalidade.

Afinal, quais os essenciais?

É impossível definir um preconceito dos pincéis essenciais, pois a seleção depende daquilo que usam, portanto aconselho-vos a decidirem os vossos essenciais. Pessoalmente, se reduzisse ao menor número possível, escolheria um pincel de blush comum, um pincel chanfrado e um pincel de esbater.

As melhores escolhas

Existem pincéis das mais variadas marcas. A MAC é a mais dispendiosa e de maior qualidade, depois temos a Sigma (que os bloggers dizem ter, no geral, igual ou superior qualidade relativamente à MAC, a preços mais baixos), a Sephora, a Crown Brushes, a ELF, a Avon, a Coastal Scents… Provavelmente mais das quais não tenho conhecimento. Se estiverem interessadas, os meus pincéis são da ELF e da Sigma, posso fazer review  Smile

Dicas úteis

  • As cerdas sintéticas dão mais cobertura, pois absorvem menos produto, e por isso são mais utilizadas com produtos líquidos e cremosos. As naturais costumam ter melhores resultados com pós.
  • Quando for usado um pincel de base tradicional, os movimentos devem ser variados, de forma a evitar a acumulação de produto em linhas.
  • O pincel duofibra deve ser usado com batidinhas e curtíssimos movimentos circulares, com pouca pressão, para obter os melhores resultados.
  • Já o pincel buffer deve ser utilizado com mais pressão, para que o produto se possa esbater  – mas nada de abusar da pressão.
  • Quando usarem pós, dêem umas batidas com o pincel antes de aplicar, de forma a retirar o excesso.
  • Se o objetivo for uma aplicação leve e/ou esbatida, o melhor é um cabo de pincel longo, e segurá-lo na extremidade. Para maior intensidade, escolhemos um cabo mais curto e seguramos mais perto das cerdas.
  • Os pincéis devem ser limpos e lavados, pelo menos semanalmente. É importante que a secagem se dê com o pincel na posição vertical, de cerdas para baixo, evitando assim que a água se acumule no cabo e dissolva a cola.

Espero que vos tenha sido útil! Qualquer dúvida, deixem comentário  Smile

Beijinho, dani

Deixe aqui o seu comentário!

Elisa diz:

Olá querida! Gostei bastante do post e como explicas as ideias! Sempre quis ter assim um kit de pincéis mas enquanto não me é possível ter acesso a eles a todos os níveis, vou-me remediando com uns fracotes! Gosto muito do blog e visito-o com frequência além disso acho que tens “olho” para escrever conseguindo muito bons posts! Continua por aí!!!
Beijinhos, StyleDream
style–dream.blogspot.com

Dani diz:

Olá Elisa! Oh muito obrigada Smile
Mas não esqueças que somos duas a escrever no blog, a Camila e eu Smile Beijinhos

Elsa diz:

Olá eu gostava de comprar os da sigma como faço .
Beijinho

Dani diz:

Olá Elsa! http://semprenamoda.com.pt/2011/10/como-fazer-uma-compra-no-site-da-sigma/ neste post encontras a compra explicada passo a passo Smile Beijinho

Beatriz diz:

Ótimo post, vai ser-me bastante útil Smile

Dani diz:

Fico feliz por ajudar! Smile

Adorei o post, super bem explicado e util! Grin
Sempre achei a MAC e a Sigma pouco acessivel, devido ao preço, mas não pondo em causa a qualidade. Aconselho a Sephora, pois tem uma boa relação preço qualidade Smile

http://lipglossgirly.blogspot.pt/p/divulga-aqui.html

Dani diz:

Olá obrigada!
A Sigma tem preços BEM diferentes da M.A.C., nem há comparação Shock
Nunca usei Sephora, pois o aspeto das cerdas dos pincéis que vi não me atraiu… Já que me arrependi de comprar certos pincéis mais baratos, cujo investimento poderia ter-me conseguido bons pincéis ou mesmo um ótimo kit da Sigma, continua a ser a marca que aconselho Smile
Beijinho

daniela diz:

olá, que boa explicação dos pinceis, eu neste momento uso um kabuki da bodyshop que gosto muito, e tambem tenho um pincel de base da sephora, quanto ao duo fiber como fica o aspecto da base na pele? eu tanto uso base liquida como em mousse como em po, e o kabuki tem dado bem. o duo fiber da elf é bom? e aqueles sem marca recomendas? obrigada! bjs

Dani diz:

Olá daniela! Obrigada Smile fica bem natural, sem marcas nenhumas, bem esbatido. Não é bom, não é mau… Mas não é o melhor pincel da marca! Pela minha experiência pessoal, não recomendo, já que a qualidade/durabilidade não compensa o preço baixo.
Beijinho