O Sol e a Proteção solar/FPS

6

Jul

Daniela Monteiro

bronzeado, pele, saúde, sol, verão

Há pouco tempo, a Camila escreveu aqui um post em jeito de sensibilização sobre a proteção da pele contra o sol. Hoje, decidi que todos e todas devíamos estar muito bem esclarecidos sobre os danos que podem resultar da exposição solar, e como funcionam os produtos que utilizamos para os minimizar, de forma a podermos fazer escolhas mais conscientes.

Radiação solar e UV

Permitam-me, antes de mais, uma breve nota de ciência. A luz solar é “composta” por várias ondas eletromagnéticas, de vários níveis energéticos, que ao atingir a atmosfera podem ficar “retidas” e não atingir a superfície (aqui são importantes, como já sabemos, as moléculas de ozono), serem refletidas de volta para o espaço, ou atravessarem as camadas mais altas da atmosfera e chegar à nossa camada, a troposfera. As ondas mais perigosas à vida na Terra são as ultravioleta, que podemos dividir em UVC (que são retidas pela atmosfera), UVB (que causam o bronzeamento por estimulação de células que produzem pigmento, e eventual insolação da pele), e UVA (que causam envelhecimento prematuro e cancro).

Tumblr_m6e4xp4rtl1r232zso1_1280_large

Danos causados por exposição solar

  • Lesões pré-cancerígenas e cancerígenas
  • Tumores benignos
  • Rugas leves ou profundas
  • Flacidez da pele
  • Sardas
  • Áreas de pele descoloradas
  • Descoloração amarelada da pele
  • Dilatação de pequenos vasos sanguíneos

Protetores solares

Os protetores solares contêm ingredientes que visam impedir que a radiação UV alcance a pele. Estes podem ser filtros físicos, que refletem a luz agindo como um escudo (e gerando as caras brancas nas fotografias com flash), ou filtros químicos, que absorvem as UV e as libertam sob a forma de calor. Alguns ingredientes a procurar no vosso protetor solar:

  • Óxido de zinco
  • Óxido de titânio
  • PABA (para-aminobenzoic acid)
  • Cinnamates
  • Benzophenones
  • Anthranilates
  • Ecamsules

FPS – o que é e como funciona

O Fator de Proteção Solar é um número que se refere à proteção contra os raios UVB que um protetor oferece. Quanto maior o número, maior a percentagem de UVB que é filtrada (o FPS 50 oferece cerca de 98%). É importante ressaltar que este número apenas se refere à proteção contra os UVB, pelo que devemos verificar que o nosso protetor também alega proteger contra os UVA.

Mas como saber o fator de proteção adequado a cada pessoa?

A nossa pele tem uma proteção contra o UVB natural, que nos permite estar expostos durante um certo período ao sol sem sofrermos insolação. Façam a experiência e descubram qual é o vosso período (provavelmente, já toda a gente terá uma ideia vaga; não é necessário sacrificarem-se!). Imaginemos que o vosso máximo será 30 minutos. Se aplicarem um protetor com FPS 15, podem permanecer 15 vezes mais do que esse tempo ao sol sem perigo, o que se aplica na seguinte conta: 15 x 30 = 7h30. Ou seja, estarão protegidos durante 7h30. No entanto, é aconselhado que o protetor seja re-aplicado a cada 2/4h.

 

Espero que este post tenha sido informativo e esclarecedor! Farei mais um post sobre FPS, exclusivamente dedicado a mais dúvidas sobre o mesmo  Smile

Beijinho, dani

Deixe aqui o seu comentário!

Bem, devia ter lido este posto mais cedo…
Pele branca + 1º dia de praia + Óleo Bronzeador peles morenas e já bronzeadas = ESCALDÃO!

:\

http://lipglossgirly.blogspot.pt/2012/07/compras-da-semana.html

Joana diz:

Olá!

Tenho uma questão sobre um produto. A minha pele é um pouco clara, apesar de até bronzear facilmente, mas ainda assim costumo meter muito protetor pois quero manter-me afastada de escaldões. O problema é que gostava de ficar um pouco mais morena mas sei que os óleos bronzeadores ou bronzeadores não fazem bem à pele. Será que há algum que não prejudique tanto e que possa usar em simultâneo com um protetor? Por exemplo, o óleo Bronzeador de Côco e Urucum, da Flora Brasil, pareceu-me mais “saudável”. Será que me podias esclarecer isto e ajudar-me?

Obrigada, beijinho !*

Dani diz:

Olá Joana! A única forma saudável de te bronzeares é utilizando auto bronzeadores, que “tingem” às células mais superficiais da pele temporariamente. Se for o caso desse produto, então é mais saudável, sim Smile beijinho

Nitaa diz:

Heyy (:
Este post está realmente interessante, só acho pena quando o li já tinha apanhado um escaldão -.-
Porque, apesar de por protector solar de 3h em 3h e colocar sempre depois que saía da água, tive azar (o meu primeiro escaldão -.-)
Posso dar uma sugestão? Num post futuro, poderias falar dos tipos de FDS para cada pele, no geral, e dos tipos de protector solar, uma vez que muitas acreditam que é mais complicado bronzear com protector solar e há alguns com propriedades bronzeadoras. Até podias sugerir alguns protectores que consideres bons (;
Parabéns pelo blog!
Sigo à bastante tempo (mas só me lembrei de comentar agora)
Xoxo

Dani diz:

Olá Nitaa! Se realmente fizeste tudo certo, talvez seja melhor investir num de FPS 50/60 e resistente à água? Obrigada pela ideia! Vou tentar reunir o suficiente para um post. Ora, tens de comentar mais! Grin Beijinho, obrigada Smile

Flávia diz:

Adorei o post, nunca tinha percebido muito bem o que significava o FPS. Apenas sabia que protegia mais ou menos, mas não sabia que estava relacionado com a duração da protecção! Obrigada

Dani diz:

Olá Flávia! Tem também a ver com a percentagem de raios UVB que filtra. Ainda bem que gostaste! Beijinho Smile

Beatriz diz:

Quando falaste do máximo de 30 minutos querias dizer o tempo máximo até a pessoa apanhar um escaldão? É que não faço ideia do meu tempo máximo, eu tenho a pele média/morena (costumo bronzear facilmente, se bem que agora ainda estou um bocado pálida porque ainda não tive muito tempo para ir à praia), achas que devo usar um FPS 50 ou é muito?

Dani diz:

Olá Beatriz! Sim, exatamente. Não me parece que seja necessário, a menos que o teu tempo seja muito curto, o que não deve acontecer se bronzeias facilmente. De qualquer forma, usa um FPS 50 nas primeiras vezes, se estiveres na dúvida, e depois um 30 deverá ser o suficiente. Qualquer que seja o fator, deves sempre re-aplicar a cada 2/4h! Beijinho

Andreia M diz:

Eu sou seguidora do vosso blog a poucas semanas mas tou a gostar bastante dos post’s muito interessantes
Gostei especialmente deste porque eu sou muito branquinha, e recentemente apanhei alergia ao sol :S

Por isso e sempre importante este tipo de post´s

Dani diz:

Olá Andreia, bem vinda! Ainda bem que gostaste Smile beijinho

Patrícia Roseiro diz:

Acho esta publicação muito interessante e tenho pena que as pessoas não lhe dêem a devida importância. A maior parte das pessoas que conheço não usam protector solar porque “assim não me queimo” e acho de extrema ignorância que tenham tanta convicção em que o mal só acontece aos outros e que achem que o sol poder originar cancro é um exagero.

Há um site que vi à pouco tempo (não estou a conseguir encontrá-lo, mas quando conseguir deixo aqui o link) em que fala da camada do ozono e dos raios ultra-violetas, muito interessante e bastante cativante. Inclusive mostra um vídeo com dois rapazes que vão à praia em que um usa protector e outro não. É um site para crianças, mas ainda assim acho que é bastante sensibilizador para adultos. Pelo menos a mim fez-me pôr a mão na consciência. Acho que toda a gente devia de ver (mais uma vez, hei-de procurá-lo melhor e publicá-lo aqui).

Parabéns pela ideia !!!

Dani diz:

Olá Patrícia! Apenas me confundiu que tantas pessoas tivessem mostrado interesse quando perguntei na página do blog :s
Obrigada! Se encontrares deixa aqui Smile beijinho

Andreia de Almeida diz:

Gostei bastante do post. Infelizmente tenho visto em tantos blogs publicidade enganosa acerca do tipo de protecção… propaganda!

Gostei de ler a explicação detalhada e precisa que fizeste! Estás de parabéns Wink

Dani diz:

Olá Andreia! Pela minha experiência, esse tipo de publicidade enganosa é muito raro na blogosfera “digna”… Obrigada querida! Smile