Manter a linha… comendo fora!

24

Set

Daniela Monteiro

alimentação, dieta vitalícia, saúde

Quando trabalhamos ou estudamos, normalmente não há tempo nem vontade de passar em casa à hora do almoço e ter o trabalho de cozinhar uma boa refeição caseira, pelo que a escolha é, invariavelmente, comer fora. Ora comer num restaurante uma vez por semana é uma coisa, e almoçar lá todos os dias é outra, pelo que hoje pensei em trazer-vos algumas dicas que podem ajudar-vos a manter uma alimentação saudável, mesmo que não possam confecionar as vossas refeições.

Não poupem. É claro que as grandes cadeias de fast food têm preços competitivos, mas o valor nutritivo é muito baixo. Comer todos os dias pizza, sandes e hambúrgueres não é uma opção viável, pelo que vos aconselho a deixar apenas um dia por semana para o fazer. Lembrem-se que a vossa alimentação é uma prioridade, ao contrário daquelas calças ou sapatos que têm vindo a namorar Wink

Sopa, salada e fruta. Vários restaurantes incluem pelo menos um destes no menu/diária (procurem até encontrar!), e são ótimas estratégias para assegurar a ingestão recomendada de vegetais e fruta diária. No entanto, muitos restaurantes servem sopa demasiado salgada, e se for esse o caso, podem sempre pedir para “diluir” com água fervida o vosso prato de sopa.

Molhos à parte. Se quiserem temperar com molhos, ou caso o vosso prato contenha molho, perguntem se é possível trazer o molho à parte, de forma a poderem controlar melhor a quantidade que usam.

Peixe e carne branca, cozidos. Bem sei que a maioria não come peixinho cozido todos os dias, mas não custa nada escolher uma salada de frango com molho à parte em vez dos (maus) grelhados de carne de porco, certo? Normalmente basta evitarmos fritos e carnes vermelhas no geral para evitarmos excessos.

Sem gás, obrigada. Já não basta bebermos litros de refrigerante numa semana, ainda nos damos ao luxo de abusar das bebidas gaseificadas. Depois a barriga anda inchada, o esmalte dos dentes maltratado, o estômago desconfortável… Pudera! Ainda no tópico da bebida, há que ter em atenção a quantidade absurda de açúcar que a maioria contém. Façam escolhas conscientes, e a água é sempre bem aceite, desde que não seja ingerida em demasia à refeição.

Há saladas, e saladas. Algumas incluem ingredientes como enchidos, fumados, imensa massa, molhos, e são bombas calóricas. Não se deixam enganar pela publicidade, atentem nos ingredientes e verifiquem se é de facto uma boa escolha.

Perguntem. Não se coíbam de questionar o empregado sobre o conteúdo ou quantidade do prato que querem escolher, aquilo a que têm direito, e quais as alterações que podem fazer ao mesmo. É algo que não se usa muito em Portugal, mas não devia ser assim! Usufruam de todas as regalias de cliente, pois no final de contas (literalmente), quem paga são vocês.

Dá para levar? Não se sintam eticamente obrigados a comer o último grão de arroz. Não é raro os restaurantes serem especialmente generosos com os acompanhamentos, já que a batata e massa saem mais baratos do que a carne e peixe, e ajudam a enche o prato. Se sobrar bastante, podem sempre pedir para levar.

Trazer de casa, é claro, é sempre uma boa opção! Pode gastar mais tempo, mas tem a vantagem de sabermos exatamente o que estamos a comer, como foi feito, e é normalmente uma boa forma de poupar.

Espero que algumas destas dicas vos ajudem a ter uma melhor alimentação, ou que pelo menos vos tenha incentivado a fazer algumas das coisas que já sabiam ser boa ideia, mas tinham como hábito praticar Smile Costumam comer fora frequentemente? Quais são os vossos conselhos?

Beijinhos, dani

Deixe aqui o seu comentário!

Patricia C diz:

Adorei as dicas! Durante as aulas, apesar de estar no 12º e comer quase sempre em casa, há dias que preciso de ficar na escola, e opto sempre pela cantina! Excepto, claro, quando é um peixe assim muito esquisito hihi
Beijinho Smile

Daniela Monteiro diz:

Olá Patrícia! Também costumava comer na catina no secundário, e ainda agora o faço! É a opção mais em conta, mais até do que um menu de fast food, e é claro, vale muito mais Smile Beijinhos!

Joana diz:

Eu estive de dieta nos últimos tempos e aprendi a escolher os meus ingredientes com muita atenção… Evitar as massas, os molhos (para além do azeite, vinagre e sal)optar por carnes magras e determinados vegetais (evitar cenoura, batata, abóbora). Muitas pessoas pensam estar a comer de forma a perder peso e depois comem uma sopa com batata e massa ou uma salada cheia de molho. Ler bem o rótulo dos alimentos e optar por beber chás e infusões sem açúcar ou água.

http://anotherconversationwithmyself.wordpress.com/

Daniela Monteiro diz:

Olá Joana! Obrigada pelos conselhos Smile Beijinhos

Inês diz:

Achei as dicas bastante úteis Smile Normalmente em aniversários, como sempre o mesmo…saladas, para além de serem mais saudáveis, penso que contribuam para uma refeição mais equilibrada Smile

Beijinho,
Inês*
http://www.fashionbrand.blogs.sapo.pt

Daniela Monteiro diz:

Olá Inês! É verdade, é um prato que oferece sempre muita variedade e não pesa muito, nem no estômago, nem nas ancas Wink Beijinhos!

Eu adoro comer no Vitaminas, acho as saladas muito boas e é sempre uma solução mais saudável. Também opto por comer em casas que vendam comida a prato, e não em cadeias de fast-food (nem sou grande apreciadora destas comidas, fico sempre agoniada depois de as comer).
Belas dicas!

Daniela Monteiro diz:

Olá Cátia! Acreditas que nunca lá comi? E tem tão bom aspeto! Tenho mesmo de experimentar Wink Beijinhos