10 mitos sobre alimentação saudável

25

Jul

Daniela Monteiro

alimentação, dieta, dieta vitalícia, saúde

Ouve-se e lê-se por aí muita informação sobre como devemos ou não alimentar-nos, e por vezes até vemos conselhos que se contradizem. Sendo a alimentação um ramo científico ligado à saúde, e sendo nós sistemas tão únicos, é natural que as opiniões dos especialistas se dividam um pouco, não é verdade? Eu cá penso que sim. De qualquer forma, hoje trago-vos uma compilação de alguns mitos sobre a alimentação saudável.

Legumes e frutos congelados têm menos nutrientes que os frescos. Os vegetais são congelados rapidamente, poucas horas depois de serem colhidos, retendo a maioria dos nutrientes. Produtos frescos são preferíveis, mas não há nada de errado em manter congelados em stock, para uma emergência ou caso não seja a época do vegetal.

Precisamos de sumos, dietas, etc. “detox”. O corpo faz o “detox”, ou processo de desintoxicação, sozinho.

É obrigatório contar calorias para perder peso. Já abordei este assunto várias vezes aqui no blog: os nutrientes são muito mais importantes do que as calorias que eles contêm. Baseiem o “controlo” da vossa dieta no seu conteúdo nutricional, e não calorífico. Uma dieta de 1300kcal diárias não vale de nada, se forem 1300kcal de gordura trans e açúcar simples.

Umas dietas são melhores que as outras. Cá por Portugal diz-se que a dieta mediterrânea deixa as restantes a um canto, mas a verdade é que a melhor dieta para cada pessoa muda conforme as necessidades. A mediterrânea, por exemplo, é rica em gorduras (maioritariamente das boas, mas ainda assim gorduras), o que pode não ser ideal para todos.

Consumir gorduras engorda. O ponto anterior vem mesmo a jeito: há gorduras e gorduras, e embora convenha controlar as saturadas e evitar completamente as trans, as monossaturadas e ácidos gordos (salmão, nozes, abacate) são bem vindas.

Uma dieta de sumo estimula o metabolismo. Sumos são ótimas formas de obter vitaminas e minerais, mas a maioria é deficiente em proteína, e esta é essencial para estabilizar os níveis de açúcar e estimular o metabolismo. Se escolherem fazer de um sumo uma refeição, façam-no no máximo uma vez por dia, e adicionem alguma proteína em pó ou iogurte grego, para terem um pouco de proteína na vossa refeição.

Os ovos fazem mal. Ovos são ricos em proteína e (boa) gordura, uma combinação que promove a saciedade. Têm também colesterol, sim, mas desde que não abusem na dose, não há qualquer problema!

Comer depois das 18h engorda. O mais importante no que toca a engordar é o que come, não a que horas. Por isso, nada de satisfazer todos os desejos suprimidos do dia num momento de fraqueza antes da cama. Refeições ricas em proteína, fibra e boa gordura ao longo do dia são a melhor estratégia para evitar a fome durante e no fim do dia.

É importante comer várias refeições leves. Comer 5 a 6 refeições leves ao longo do dia pode levar a refeições insatisfatórias e a ingestão de calorias desnecessárias.

Reduzir nos hidratos de carbono é boa ideia. O cérebro precisa de hidratos de carbono para funcionar. As melhores fontes são cereais integrais, vegetais e frutos, evitando os doces e bolachas.

Remato dizendo que cada pessoa é uma pessoa; a jeito de exemplo, eu sei que funciono melhor com refeições leves do que três principais e um snacks, até porque nunca tenho apetite para comer o que devo de uma só vez.

E vocês, acham estes mitos indiscutíveis, ou discordam? Smile

Beijinho, dani

fonte: www.womenshealthmag.com

Deixe aqui o seu comentário!

Tiago diz:

Ola Daniela :3

Descobri o teu blog graças a um post que fizeste sobre ‘Dicas para o Secundário’.. Gostei bastante.. Eu comentei la mas como é um post antigo não viste…

O que te venho pedir é o seguinte:
Este ano vou para o 10º ano, mesma área que tu. E como, neste momento, já acabaste o secundário, será que poderás fazer um post com a tua opinião sobre o secundário? Daqueles posts bastante grandes e que dão muuuuito prazer a ler. Em que falas sobre tudo o que tenhas na cabeça em relação ao secundário.. A falares de cada ano, cada disciplina, conselhos, método de estudo, etc, etc…

Fica aqui a sugestão e que espero que faças Grin
No fundo (se já nao for pedir de mais) até te dizia para ires escrevendo o post com tempo… Não o acabares no mesmo dia, para teres tempo de pensar em tudo..

Desculpa estar a ser chato :$ Mas gostava mesmo que fizesses esse post (: Iria-me ajudar bastante
Beijinhos *

Daniela Monteiro diz:

Olá Tiago! Entre esse artigo e o video que a Camila fez, não creio que haja muito a acrescentar. Este ano o tema será, em princípio, a passagem do secundário para a universidade. Mas se procurares no blog, certamente encontras mais posts sobre o secundário Smile Beijinhos!

Yohzx diz:

“The fat you eat is the fat you wear”. Acho que é tão simples quanto isso. E não interessa qual o tipo de gordura. de fora não consegues dizer “ah este peneu é de gorduras saudáveis, mas este outro já é de porcaria. tenho de abater este segundo”.

Quanto aos ovos ,também conhecidos por “periodo de galinha”, (façam as vossas pesquisas) o seu consumo foi , através de estudos científicos, relacionado com doenças crónicas, diabetes (basta um ovo por semana para aumentar o risco. https://www.youtube.com/watch?v=y96iiU31ySs ou https://www.youtube.com/watch?v=RtGf2FuzKo4

Aconselho a pesquisar por “freelee the banana girl” no youtube e ver uns videos. mudaram a minha vida e a maneira de comer. sem ter que contar calorias para o resto da minha vida.

Daniela Monteiro diz:

Olá! Não é. Nós precisamos de gordura, só a gordura má/em excesso é que se acumula, não só nos pneus como dizes, mas também nos órgãos. Quantos aos ovos, foi por volta do ano 2000 que se desmistificou a lenda da sua relação com doenças cardíacas, aconselho-te a pesquisar mais sobre o tema em fontes fidedignas
Beijinhos

Rita diz:

Achei este artigo muito interessante. Realmente existe muita informação por aí e umas pessoas dizem uma coisa e outras dizem outra… Principalmente o “detox”, de que até já ouvi falar em 3 dias só a beber sumos!

Agora começo a preocupar-me mais com a minha saúde alimentar e gosto sempre de saber um pouco mais, por isso obrigada! Wink

Antes era mais despreocupada e estou a tentar mudar isso, porque posso comer tudo e mais alguma coisa que continuo sempre magra, mas isso não é razão para descuidar a minha alimentação.

Também sou como tu, como pouco de cada vez, mas sempre fui assim, fico “cheia” com facilidade. :b E comigo também resulta muito bem!
Beijinhos!

Daniela Monteiro diz:

Olá Rita! Um dia a sumos já era de mais para mim haha Fazes muito bem! Beijinhos Smile

Catarina diz:

A questão de comer depois das 18H engordar não acho que seja mito. Claro que depende muito do que comemos, mas a partir de uma certa hora o nosso metabolismo fica mais lento e é natural que algumas gorduras não sejam processadas (sendo retidas).

Eu não sou especialista na matéria, mas é o que tenho ouvido os nutricionistas dizer Wink Mas de resto concordo contigo. O que é importante é não cometer (muitos) excessos e tentar comer saudável Razz

http://catarinaandcomp.blogspot.pt/

Daniela Monteiro diz:

Olá Catarina! O nosso metabolismo não adivinha a que horas vamos dormir, para ficar mais lento… No máximo, temos sempre sono por volta da mesma hora, e se assim for é bom senso não comer umas horas antes, de forma a não afetar a digestão. Mas acho que essas horas antes dependem do horário da pessoa, e não percebo de onde desencantaram as mágicas 6h da tarde Wink Verdade! Beijinhos