A estratégia para aplicação do creme corporal

13

Nov

Daniela Monteiro

beleza, hidratação, pele

Foi há cerca de dois anos que os condicionadores corporais começaram a ganhar o seu lugar nas prateleiras (a idade é-nos relembrada quando pensamos nestes termos haha). Vieram como resposta às mulheres (e homens, certamente) que gostam de manter a pele do corpo hidratada e suave, mas não gostam e/ou não têm tempo para aplicar um creme no fim do duche. Embora não tenha experimentado nenhum até hoje, não tenho intenções de o fazer, uma vez que a maioria das reviews é consistente num aspeto – nenhum dá a hidratação suficiente. Assim sendo, e para aqueles que ainda se debatem com o creme no final do banho, ficam as seguintes dicas para a aplicação Smile

Antes de mais, não podemos deixar de falar da escolha do hidratante. Quem fala de creme fala de loção, óleo ou qualquer outra variação. Se tiverem pele muito seca, optem por um creme rico (gosto imenso da Dove e da Neutrogena nesse sentido). Se ainda assim sentirem a pele ressequida entre duches, podem usar um óleo seco em qualquer altura. Já para peles secas a normais, uma loção deverá ser suficiente. Os óleos são normalmente adequados a todos os tipos de pele, e peço apenas que não recorram ao óleo de bebé (mineral)… Há por aí óleos muito mais benéficos para a vossa pele!

Durante o duche, optar por água morna – é a temperatura mais indicada por várias razões, mas neste post interessa-nos o facto de deixar as células mais dispostas a receber o creme.

E por falar em células, há que as deixar bem à vista. Uma esfoliação ajuda a remover o excesso de células mortas, de forma a que o creme seja bem absorvido, para além de deixar a pele mais lisa e evitar as inestéticas borbulhinhas. Não aconselho a fazê-lo mais do que 2x por semana.

Saindo do duche, usem a toalha com moderação e não sequem totalmente a pele. Desta forma, a aplicação será mais fácil (e rápida).

Chegada a altura da aplicação, nada de aplicar um ponto aqui e ali e no fim espalhar tudo. Uma forma muito mais agradável de o fazer é começar com pouco, aquecer friccionando entre as mãos e fazer a aplicação em movimentos circulares, massajando de baixo para cima (já agora damos uma ajudinha ao sistema circulatório). Desta forma, o produto será não só absorvido mais rápido, mas também totalmente, uma vez que não usamos demasiado e aquecemos previamente.

Por fim, não é de mais relembrar para aplicar uma dose extra nas zonas mais secas! Não serão necessariamente só os joelhos e cotovelos, nem serão sempre as mesmas, e aproveitem para verificar se houve alguma alteração nalgum sinal – tomem atenção às mudanças da vossa pele, e ela há de recompensar-vos Wink

Ficam algumas dicas que me ajudam  especialmente nos dias mais preguiçosos ou atarefados! Têm mais?

Beijinhos, dani

imagens: tumblr,com

Deixe aqui o seu comentário!

Filipa diz:

Anabela, há óleos sem ser minerais à venda em hiper/supermercados! Há uns da marca de skincare do Continente (my label). Pessoalmente nunca os experimentei, mas é uma questão de pesquisares e veres se existem reviews! Espero ter ajudado Smile

Coincidência ler este poste depois de ter escrito o meu hoje. Smile

Não sabia que as manteigas da body shop podiam ser usadas para esse efeito…

A parte de água morna no Inverno é complicada!Thinking

Bem, que boas dicas! Smile Obrigada!

Anabela diz:

Olá Daniela,

Confesso que uso óleo de bebé depois do banho. Já ouvi dizer que não é muito bom usar óleo mineral, mas a verdade é que eu sinto a pele macia e é baratinho. No entanto, que outros óleos recomendas? Também sou apaixonada pelo óleo de Açaí do boticário, mas já acho um pouquinho mais carote, apesar de não ser um valor proíbitivo… Conheces algum de supermercado que seja bom e relativamente económico? Isto dos óleos é o melhor que há para levar para o ginásio quando estamos com pressa!

Beijinhos e obrigada

Daniela Monteiro diz:

Olá Anabela! De supermercado, realmente não conheço nenhumThinking Recomendo também os Beautifying Oils da The Body Shop, caso estejas interessada. Beijinhos!