Decoração | Optimizar o espaço de uma divisão

6

Nov

Daniela Monteiro

arrumação, decoração

Desde que recordo conhecer-me que gosto de espaços amplos. Creio que tenha a ver com o meu gosto por descampados, ar livre, campismo, natrueza, praia… Tudo coisas que tive com fartura em pequenina. Agora, uma jovem adulta a dividir o tempo entre cidades e vilas, tudo parece claustrofóbico, nada é amplo o suficiente e há pouco espaço livre – e o lar não é exceção! Tenho a sorte de viver numa casa com terraço, mas imagino que as leitoras com os mesmos gostos relativamente à disposição espacial em casa, principalmente se viverem num apartamento, sofram com as divisões mais pequenas! Hoje venho, então, dar algumas dicas que poderão ajudar a transformar uma divisão com pouco espaço num sítio onde se possa andar à vontade e, ainda assim, ter qualquer coisa lá dentro Wink

Usar um esquema de cores claras e discretas é essencial. Os espaços pequenos têm normalmente pouca luz natural, e quanto mais essa pouca luz refletir nas superfícies, melhor. Hoje em dia há tintas para interior que refletem mais a luz e ajudam nesse aspeto; aconselhem-se numa loja de decoração/bricolage, ou mesmo de tintas. Se gostarem de cores muito vivas, sugiro usá-las em pequenos apontamentos, e não necessariamente em todas as cadeiras ou paredes – artigos como almofadas, tapetes e velas são os vossos melhores amigos Smile

Ainda falando de luz, os espelhos são mágicos no que toca a tornar uma divisão maior. De acordo com a divisão em causa, podem optar por um espelho decorativo, ou então pequenos apontamentos espelhados, como serve de exemplo:

 Sem Título2

Falemos de organização. Se a divisão em causa for um quarto ou escritório, é imperativo guardar, expor e organizar uma série de material, desde roupa a livros, não esquecendo a mobília obrigatória, que ocupa o seu espaço. E, por ser precisamente a mobília o que ocupa mais espaço, é importante medir e refletir antes de a comprar. O ideal será encostar o máximo possível às paredes, não deixando nenhum canto inutilizado, de forma a que sobre espaço para nos movermos sem passar em labirintos (podendo sair de lá com uma pisadura – todos sabemos o que isso é, certo?). Quanto à cor, aplicam-se as mesmas regras de luz, mas é claro que fica ao vosso critério. Apenas chamo a atenção para aquelas cadeiras muito em voga; chamam-se “fantasma” por serem transparentes e, realmente, acabam por ser camufladas e dar mais espaço visual.

Já para a arrumação, pensem em termos verticais. Dêem prioridade às estantes estreitas e altas, pois não custa nada ir buscar um banquinho para chegar lá acima e, de qualquer forma, podem sempre arrumar de forma inteligente, deixando as coisas que usam com menos frequência lá em cima. Se quiserem ainda mais espaço visual, aconselho usarem estruturas de arrumação fechadas, seja gavetas, pequenas portas ou cortinas, pois se os vossos pertences multicolor todos encaixotados e empilhados não estiverem à vista, o espaço terá uma aparência muito mais organizada e harmoniosa.

Por fim, não esqueçam as paredes! Seja para decoração ou organização, elas não têm de lá estar só para segurar a casa. Um papel de parede discreto, um quadro, prateleiras, etc. podem dar um toque pessoal e optimizar o uso do espaço, sem ser um entrave para o movimento na divisão ou ferir muito os olhos.

Tudo dicas que facilmente se põem em prática! Smile  Fazem alguma destas coisas? Têm dicas a acrescentar?

Beijinho, dani

imagens:

Deixe aqui o seu comentário!

A Zara tem coisas mais giras, são um pouco caras mas nos saldos fica tudo mais simpático.

Boas dicas.
Sou como tu gosto de espaços amplos! Smile

Women’s Stuff

Boas ideias! Não interessa ter um espaço menor, o que vale é o que fazemos com ele pois pode ser muitíssimo bem aproveitado.

Passatempo a decorrer em http://www.prontaevestida.com