Como escolher uma mala de viagem

11

Fev

Camila Bento

Viagens

Depois do post “Viajar sem gastar muito dinheiro? Sim, é possível!“, continuamos a saga dos posts sobre viagens com um tema que me parece ser muito recorrente e pertinente: Como escolher uma mala de viagem! Penso que seja um tema que cause bastantes dúvidas porque já recebi bastantes e-mails com questões acerca de malas de viagem. Antes de comprar uma mala de viagem, há que ter vários fatores em conta e hoje vou falar um pouco deles. E quando me perguntam “Será que vale a pena investir numa mala de viagem?”, a minha resposta é sempre a mesma – “Sim. Compensa muito comprar uma mala de qualidade porque a verdade é que pode durar anos e anos!”.malasdeviagem

Tendo em conta essa minha posição, selecionei alguns modelos de uma marca que não deixa ninguém ficar mal – a Samsonite. Os modelos da primeira fila são de cabine, ou seja, com dimensões reduzidas, enquanto que as da fila inferior são malas de porão.

Optei por escolher trolleys e não mochilas porque, na maioria dos casos, os primeiros são bem mais práticos e confortáveis (a coluna agradece!).

Abaixo encontra-se um levantamento de informações de três companhias aéreas muito conhecidas – Ryanair, Easyjet e Tap. Com estas indicações,  poderá ser muito mais fácil a compra da mala de viagem!

 

companhiasaéreas

Como podem verificar, as dimensões das malas de viagem não são sempre as mesmas. Viajar na TAP é um verdadeiro descanso, uma vez que o bilhete inclui um peça de bagagem de porão. Contudo, nas companhias low-cost, isso não se verifica! No caso das bagagens de mãoa Tap é a mais flexível e as dimensões autorizadas são iguais às da Ryanair. Por outro lado, é necessário ter atenção caso a viagem seja feita na Easyjet, visto que a mala de cabine terá de ser um pouco mais pequena do que nas anteriores.

Posto isto, passamos a um fator decisivo para que uma mala seja considerada uma boa ou má opção – o peso. Pode não parecer, mas 1 kg ou 2 kg de diferença faz toda a diferença! Quanto mais leve for a mala, mais coisas podemos levar lá dentro e isso é uma enorme vantagem!

Seguidamente, um dilema muito frequente: mala rígida ou semi-rígida? As malas rígidas têm a vantagem de proteger melhor os objetos e as roupas que transportam, mas podem ser uma má escolha por se riscarem com uma certa frequência – depende do cuidado que tenham com ela, claro, mas nas malas de porão, o staff e as próprios tapetes rolantes nos aeroportos não são do melhor para elas. Quando falo em malas semi-rígidas, refiro-me àquelas que têm um tecido forte e que são, geralmente, as mais leves e as que têm maior durabilidade – claro está que têm mesmo de ser impermeáveis, se não, torna-se um péssima opção! No aeroporto, tenho visto muitas pessoas que colocam um plástico sobre as malas rígidas para as proteger – se forem malas de cabine, torna-se dispensável porque andam sempre connosco.

aec409ebe8f0fec71436517f636a2c7d

(Parceria entre a Disney e a Samsonite)

Se a mala tiver uma cor vistosa ou um padrão será mais fácil identificar no aeroporto!

Em relação às 4 rodas, ponderem se é preferível comprar um trolley cujas rodas rodem em todas as direções – ajuda bastante quando o peso é muito! 

As malas extensíveis são as ideais quando querem fazer umas comprinhas e precisam de espaço extra!

Em relação à segurança, é importante que a mala tenha cadeado embutido. Esquecida como sou, quando levo um cadeado com chave é uma complicação porque não me lembro, muitas vezes, onde está a chave!

 Gostaram das dicas? Caso tenham alguma dúvida, digam, claro!

Deixe aqui o seu comentário!

Inês LOpes diz:

Olá, 

Vou agora a inglaterra e optei por levar uma mochila maiorzinha com rodas. ou seja tem as duas funcionalidades. A questao é simples, ate ir para o hostel vou estar um dia inteiro cm a mala e andar com rodinhas nao me parece .. 

Alda diz:

Quanto ao cadeado atenção que quem viaja para ops EUA e hoje em dia cada vez mais para cidades europeias, deve ter um cadeado com o simbolo do triangulo vermelho…se houver algum problema e nao tiveres esse cadeado podem rebentar-te com a mala para a abrir Wink Com os outros cadeados eles podem abrir no aeroporto sem te incomodar e sem arriscares a que espatifem os fechos da mala.As minhas malas t~em cadeado imbutido porque as uso como “cofre” em hoteis sem cofre seguro…mas para viajar uso sempre o cadeado do triangulo vermelho.

Alda diz:

A minha escolha com a mala resum-ese quase exclusivamente ao peso!LOLOL…Vou de ferias ate aos estados unidos daqui a uns dias e vou trocar as minhas malas pesadonas por umas mais leves que comprarei lá…é que compro sempr etanta tralha qua acabo por apssar o peso permitido e se a isso juntar o peso da mala que não é nada pouco…upa upaSmile

Mais um excelente post Smile
Gosto da branquinha Smile

Emília Soraia Freitas diz:

Gostei muito do post!
Em breve vou viver para a Inglaterra, e no fim de semana passado fui comprar uma mala de porão, numa loja que frequentemente encontram nos maiores shoppings, a Paco Martinez.
Escolhi uma mala semi-rigida, mas da marca da própria loja, para ficar mais em conta.
Mas tal como a Camila falou, se vão usar muitas vezes a mala é melhor apostarem numa de boa qualidade, senão correm o risco de ficar sem rodas ou que ela comece a rasgar (já me aconteceu).

Beijinhos

Viajar na TAP é muito mais vantajoso em termos de espaço, conforto e melhor serviço. Mas se quiser-mos uma viagem mais económica a ryaynair também nao deixa ficar mal.
Uma mala de viagem é o essencial e dá para qualquer viagem de longa duração.
Gostei das tuas escolhas, principalmente a do mickey.

http://mourissima.blogspot.pt