Vou para a universidade… e agora?! (#3)

30

Ago

Camila Bento

escola, pessoal, universidade

Depois de último post da série “Vou para a universidade… e agora?!” em que vos falei da mudança de casa e de tudo aquilo que lhe está associado, desta vez venho partilhar a minha experiência universitária. Estou a caminho do 2º ano da licenciatura em Gestão do ISEG. O meu ano de caloira terminou e, portanto, penso ter algumas informações importantes para vos dar, caso estejam a pensar seguir este caminho ou semelhante.

large (1)

O que me levou a escolher a licenciatura em Gestão foi o facto de esta ser uma área muito abrangente e repleta de desafios. Entre Economia e Gestão, a escolha não foi complicada… Apesar de o primeiro ano das duas licenciaturas ser igual (pelo menos na minha faculdade), nos anos seguintes Gestão segue um percurso mais prático e com o qual eu me identifico mais. Sou incapaz de dizer que Gestão é melhor que Economia e também não entendo quem diz o contrário… São simplesmente cursos diferentes, com algumas aplicações comuns e outras não.

Antes de falar do curso em si, penso que não poderei deixar de falar na primeira impressão que tive da faculdade. A primeira vez que estive no ISEG foi no dia da inscrição, mas se forem agora para o 12º ano aconselho-vos a inscreverem-se no Open Day das faculdades que mais vos interessam. Os primeiros dias incluíram palestras, apresentações e, claro, praxe! Ao contrário de muita gente, não tinha qualquer receio da praxe… Confesso que não sabia se ia gostar ou não, mas não queria ir imediatamente com a ideia de que não iria gostar! Assim, quando nos perguntaram se queríamos ficar fora de praxe, não tive qualquer vontade de dizer que não. Nos dois primeiros dias, alinhei nas brincadeiras, conheci algumas pessoas com quem ainda hoje me dou bem e não me arrependo nada de ter participado. Depois disso, acho que perdi um bocado a paciência… Tinha outras coisas para fazer, sítios para conhecer e, por isso, desinteressei-me. Uma coisa é certa: não foi por isso que deixei de fazer amigos ou de conviver. Mas o meu conselho é de não irem com uma ideia pré-formada… Não podemos falar sem conhecer!

large

As cadeiras que tive no primeiro semestre foram: Análise da Informação Económica e Empresarial, Cálculo e Instrumentos Financeiros, Economia I Matemática I e Introdução à Gestão. Destas cadeiras, não fiz Matemática I no primeiro semestre (acabei por fazer no segundo semestre) e, devido ao regime de precedências no segundo semestre não pude fazer Matemática II. Em relação a esta cadeira, penso que o problema foi o desinteresse, que neste caso funcionou como bola de neve… Como nesta cadeira não há qualquer avaliação contínua, quando tive que estudar para o exame sentia-me perdida e desmotivada. Hoje sei que me deveria ter esforçado desde início e, por isso, encaro isto como uma lição. No primeiro semestre, tivemos que ir a exame a todas as cadeiras. A avaliação de Matemática e CIF (Cálculo e Instrumentos Financeiros) era feita 100% com exame, enquanto que nas restantes uma percentagem se devia à avaliação ao longo do semestre, através de mini-testes, questões teóricas, etc…

No segundo semestre, as cadeiras foram: Contabilidade Geral I, Economia II, Introdução ao Direito, Matemática II (não no meu caso, como disse, que apenas vou ter agora no segundo ano) e História Económica e Empresarial. Gostei mais das matérias do segundo semestre. Consegui aumentar as notas, mas sobretudo interessar-me mais pelas cadeiras. Ao contrário de muita gente, gostei bastante de Direito e tive muita vontade de tirar boa nota. Em Direito podíamos dispensar o exame final, através da avaliação continua, a qual se obtinha através de dois testes e um trabalho . Foi um alívio não acumular 5 exames novamente! Contabilidade, por exemplo, é uma cadeira que exige bastante trabalho ao longo do semestre e na qual não podemos “perder o fio à meada”.

Em relação ao segundo ano, confesso que tenho boas expetativas. Estou curiosa com algumas cadeiras, especialmente as de Marketing. Já me disse que algumas delas são bem complicadas, mas vou dar o máximo para ter um bom método de estudo desde o início.

large (2)

Sei que muitas pessoas têm medo de não se integrar e não fazer amigos, mas a meu ver não há melhor sítio do que a universidade para tal. Afinal, no mesmo espaço encontramos imensas pessoas diferentes, vindas dos mais diversos sítios do país, com idades e gostos diferentes, mas ainda assim é claro que têm interesses em comum, se não, não estariam a estudar  o mesmo. Certo? Se ainda não entendem bem o que quero dizer, quando chegarem à universidade vão entender… Bastam uns dias para tal!

Acho importante dizer que não é por terem que estudar bastante que devem deixar de ter vida social. Um dos desafios que enfrentei este ano foi conciliar o blog , os eventos com a faculdade, mas penso que consegui gerir bem o tempo. Além disso, tentei ser assídua no ginásio e estar com o namorado e amigos sempre que possível.

Espero que o post tenha sido esclarecedor! De qualquer forma, estou disponível para responder a eventuais questões que possam ter… Smile

Imagens: Pinterest e Weheartit

Deixe aqui o seu comentário!

Jessie diz:

Fiquei curiosa acerca de teres namorado pois eu também tenho e é uma das coisas que mais me preocupa. Com a praxe não ficas mais tempo na faculdade? Dava na mesma para estares todos os dias, ou pelo menos de dois em dois dias com o teu namorado?
Beijinhos

ana diz:

as cadeiras de marketing no iseg são uma treta, ainda por cima se te calharem professores maus…. tens de te aplicar ao máximo no trabalho da avaliação contínua porque depois o exame é só matéria teórica

Já ouvi as duas versões. Vamos ver! Smile

J diz:

Olá Smile Queria-te pedir um conselho… que calçado achas que se pode usar com este estilo de calças?

http://lifeandstyleandco.com/wp-content/uploads/2013/10/3-Classic-Black-Pants-31.jpg

Mas, por favor, sem saltos eheh E também não sou grande apreciadora de sabrinas. Eu adoro botas e uso sempre, mas com estas calças não me parece possível. Obrigada!

Olá olá!

Com estas calças, realmente aquilo que te iria sugerir seriam umas sabrinas ou sapatos de salto. Botas, para te ser sincera, não gosto muito de ver… Embora possa haver algumas exceções. Não gostas de mocassins? São uma boa opção!

beijinhos

Aline diz:

Ola Camila, andava pelo fcb e vi o teu post, e confesso que nao poderia haver melhor post que este agora! Estou na França e vou entrar para a semana na faculdade e a verdade é que até agora nao tinha pensado muito no assunto com as férias mas agora que voltei, fiquei um pouco anciosa. Ja passei por muitas mudanças mas acho que a universidade vai ser a maior delas… Estou anciosa porque estou com vontade de mudar mas ao mesmo tempo receio um pouco porque vou conhecer novas pessoas e vou ter outras materias bem diferentes… Todo o mundo diz que sao os nossos melhores anos de vida mas tenho um pouco medo de nao conseguir lidar com tudo e se afinal fiz a boa escolha… Enfim, obrigada por teres feito este post que me ajuda um pouco e espero que daqui um ano esteja com a mesma vontade de seguir em frente! Smile

Olá Aline,

Desejo-te um excelente ano! Não tenhas medo… Vai tudo correr bem – melhor do que aquilo que possas pensar! Smile

beijinhos