Construindo um melhor guarda-roupa

20

Out

Daniela Monteiro

roupa

A forma como encaro a roupa tem mudado bastante ao longo dos anos, o que, tenho certeza, sucede com todas as jovens. Aprendemos com os erros e vamos tomando consciência daquilo que gostamos, sendo mais fácil vestir e comprar, sem as incertezas da adolescência! Hoje partilho convosco algumas dicas para manter um guarda-roupa sólido, com os mínimos erros lá dentro Wink

Cancelar newsletters é o primeiro passo. Elas não foram feitas para nos ajudar, mas sim para ajudar as marcas. Uma coisa é escolher, naquele dia e hora, ir ver as novidades, outra é ser atacado por publicidade sem o controlar. Quem nunca caiu no erro de comprar por ver certa novidade ou promoção no email, quando nem estava nos planos?tumblr_oaf01s7pur1ua8h78o1_1280

Igualmente importante para evitar compras desnecessárias, é ter noção daquilo que já temos! Verificar frequentemente o armário é a melhor forma de o fazer, tomando nota (mental ou escrita) daquilo que falta, e aquilo que está a mais ou mesmo repetido.

Gosto também de ter em mente certas categorias e ver o quão bem servida estou, de forma a decidir as prioridades das próximas compras. Por exemplo, neste momento faz-me falta um casaco e umas calças em específico, mas uma vez que tenho outros casacos que adoro, a prioridade serão as calças, pois não tenho outras de ganga clara que possam substituir. Parece óbvio, mas sei que nem sempre me lembro de algo tão simples, e acabo por não conseguir definir prioridades.

Algures por volta do fim da adolescência (durante a qual os gostos mudam todos os dias) começa a surgir a necessidade de construir um guarda-roupa base. Nesta altura, é normal que seja muito variado e já não usem uma boa parte. Comecem por retirar aquilo que não usam há dois anos ou mais, e façam uma lista das peças básicas que não têm. Pode ser tão simples como uma camisa branca oversized, umas calças de ganga pretas que assentem realmente bem ou um simples soutien nude. São itens sem os quais o look nunca estará 100% do vosso agrado, e que portanto não podem faltar no armário!tumblr_o7e9r1rpws1rxrziqo1_1280

Definir prioridades de gasto. É claro que, todos os meses, há várias prioridades para os nossos gastos, e por isso mesmo é importante fazer compras premeditadas. Tendo já planos para o que precisamos de adquirir com mais urgência, é mais fácil conseguir ter aquilo que precisamos, e não apenas o que queremos, como é o caso daquelas peças básicas que fazem imensa falta! Além disso, até podem precisar de juntar um pouco mais para aquele casaco ou carteira, e desta forma conseguem fazê-lo em menos tempo, uma vez que não estão a gastar noutras peças.

Relacionar o preço com o uso, sempre que compramos uma peça. Repeti demasiado o erro de comprar em saldos e não usar uma única vez, até aprender! Se é mais claro do que queriam, menos suave do que gostam, um pouco grande, um pouco apertado, etc., não importa o quão barato for, não vale a pena! Da mesma maneira, se for exatamente aquilo que procuravam mas mais caro do que habitualmente gastam, desde que não tenha péssima qualidade para esse preço, não hesitem! Poupam muito mais dando 35€ numa camisola que usam a estação inteira e provavelmente na próxima, do que desperdiçando 20€ numa que usam duas vezes, certo?

Terão certamente mais dicas a dar – não deixem de comentar! Smile Beijinho, dani

imagens: tumblr.com

Deixe aqui o seu comentário!