Curaprox Black is White – a pasta branqueadora

19

Fev

Camila Bento

Favoritos

Infelizmente, não tive a sorte de ser abençoada com uns dentes super brancos! Vou sempre procurando as melhores pastas de dentes, embora não seja comum ver uma grande diferença entre elas! Embora não fume, há alturas em que bebo café com alguma frequência e aí noto que os dentes têm tendência a ficar “manchados”.

Falei-vos no facebook do blog da pasta de dentes que comecei a utilizar e notei que ficaram curiosas, por isso, neste post apresento-a em detalhe! É a “Black is White” da marca suiça Curaprox. Foi uma amiga que ma trouxe de Londres, mas encontramos à venda na Skin, juntamente com a escova da mesma marca!

Comecemos pela parte que podemos achar mais estranha: sim, a pasta é realmente preta! Então, claro, quando estamos a lavar os dentes, a sensação é estranha porque ficamos com a boca toda escura – ainda por cima, a pasta não faz a espuma habitual!

E é preta porquê, perguntam vocês? Contêm carvão oxidado, que é o responsável por absorver as substâncias que provocam alterações na cor dos dentes. Além disso, a pasta tem também hidroxiapatite na sua constituição, fortalecendo o esmalte e deixando, assim, os dentes mais brancos!
Claro está que esta pasta de dentes não faz milagres, isto é, não vai deixar dentes naturalmente amarelos super brancos, mas remove as manchas causadas pelo tabaco, pelo café e por outros alimentos!

Os resultados mais evidentes estão à vista após 3 semanas de utilização. Apesar de ainda não estar a usar há 3 semanas, tenho notado que se trata de um produto realmente eficaz pois após cada lavagem noto que os dentes ficam “com melhor aspeto”.

Talvez se estejam a perguntar acerca do sabor da pasta. Sabe a menta! É agradável, embora, das pastas que já experimentei, esta não seja aquela que me deixa a sensação fresca por mais tempo!

Se tiverem mais alguma questão, digam! Wink

Deixe aqui o seu comentário!

Francisca diz:

Boa tarde,

Nessas 3 semanas deve usar-se todos so dias, o alterna-se com a pasta comum?

Obrigada,

Francisca A