Por uma atitude positiva

23

Fev

Daniela Monteiro

saúde

O nosso dia é, no final de conta, aquilo que fazemos dele. É certo que não controlamos muita coisa na nossa vida, mas se há algo em que ninguém pode interferir, é a maneira como a encaramo! O post de hoje é totalmente dedicado à felicidade, à nossa saúde mental neste quotidiano que consegue ser tão caótico. Trago-vos algumas considerações que eu própria gosto de manter presente, para não deixar o pessimismo e mau humor vencerem Wink

Dormir o suficiente. Os hábitos de sono influenciam imenso a nossa fisiologia e estado psicológico, e não devem ser nunca menosprezados! Pessoalmente, tenho melhorado imenso neste aspeto e cada vez dou mais valor às horas de sono. Não podemos esquecer que não somos todos iguais, e o tempo de sono que vocês precisam não será necessariamente igual ao mais comum. O importante é não dormir menos, nem mais do que o necessário, e tentar manter horários constantes.

Pequeno-almoço equilibrado. Tal como o sono, a nossa alimentação tem um efeito soberano no nosso humor. Para começar bem o dia, evitem açúcares refinados dos cereais processados, pão branco, iogurtes líquidos, sumos de fruta etc. Prefiram os batidos, que equilibram o açúcar com fibra, os iogurtes gregos, fruta, aveia… Encontram ótimas opções aqui no blog!

Manter a agenda organizada. Gosto muito de verificar a minha agenda, pelo menos, no início e final de cada dia. Desta forma, tenho certeza que tudo está apontado, sei o que preciso de fazer e consigo gerir o meu tempo sem me preocupar com esquecimentos!

Cumprir as obrigações ASAP. Se têm uma conta para pagar, uma carta para ir levantar, um relatório para rever, etc., não adiem! Tratar destas coisas o mais cedo possível é a única forma de evitar que se acumulem e nos deixem, mais tarde, sem vontade de sair da cama porque temos de passar um dia inteiro a fazê-las.

Chegar a horas. Sair mais cedo de casa compensa sempre! A preocupação de chegar atrasado logo pela manhã não tem de ser uma constante. Além disso, também ajuda a evitar muitas filas desagradáveis e passa sempre uma melhor impressão.

 

Largar o telemóvel. Passamos demasiado tempo em frente a um ecrã! É importante lembrarmo-nos de levantar a cabeça além do telemóvel, de falar com os amigos, de dar carinho a quem gostamos. Infelizmente, é um problema geral na nossa sociedade e afeta seriamente a nossa empatia e relações. Cabe-nos a nós, geração mais jovem, ter noção disso mesmo e impedir que aconteça!

Refletir. Preciso de ir ali, fazer isto, comprar aquilo… Preciso mesmo? Porquê? Por vezes, o que nos faz mais falta é mesmo parar para pensar se o que estamos a fazer nos traz felicidade (a nós e/ou aos outros), se vale a pena, se nos deixa orgulhosos, ou se o nosso tempo seria melhor empregue se nos dedicássemos a outra coisa. É ótimo sinal que nos encontremos ocupados, significa que estamos a produzir alguma coisa, a trabalhar para algum propósito – mas é igualmente importante parar para pensar se esse propósito é de facto de valor para nós, pois só assim faz sentido.

Espero sinceramente que este post vos seja útil! Afinal, a saúde não se limita à alimentação e exercício, certo? Têm mais alguma consideração a tecer sobre o tema? Smile  Beijinho, dani

imagens: tumblr.com

Deixe aqui o seu comentário!