6 dicas para quem vai para a faculdade (e viver fora da casa dos pais)

26

Ago

Camila Bento

universidade

A ida para a faculdade é um misto de emoções, sendo que quando a experiência passa por mudar de casa, isso ainda se intensifica! Eu passei pela experiência há uns anos (quando digo estas coisas, até já sinto o peso da idade ahah) e gostaria de vos transmitir algumas ideias, as quais penso que vos podem ajudar nesta etapa!

1 – Habituem-se a ser independentes desde o início

Conheço muitas pessoas que apesar de já não viverem em casa dos pais, continuam a levar roupa para lavar em casa e a levar as refeições todas da semana feitas pela mamã! Ora, é verdade que as sopas que eu trago de casa me dão sempre muito jeito, mas raramente é mais do que isso! É importante aprendermos a fazer as tarefas domésticas e isso só acontece se nos esforçarmos para tal. Talvez a adaptação custe um bocadinho mais quando se juntam estas coisas, mas se isso não acontecer desde o início, depois torna-se muito mais difícil que algum dia sejam realmente vocês a fazer as coisas.

2 – Sejam bons colegas de casa

Regra geral, os estudantes vão viver com outros estudantes, muitas vezes amigos, outras vezes meros desconhecidos. Um bom ambiente em casa é uma regra fundamental para que tudo o resto corra bem! Esforcem-se por manterem uma boa relação com os vossos colegas de casa; procurem não se isolar demasiado, nem deixarem que eles o façam; deixem sempre as áreas comuns limpas e arrumadas…

3 – Independência sim, irresponsabilidade não

Quantas e quantas histórias já ouvimos de pessoas que vão para a faculdade e confundem independência com irresponsabilidade? Felizmente, há tempo para tudo: para sair, para estar com os amigos, para ir jantar fora, mas também para ir às aulas, estudar, limpar a casa… E é muito importante que esse equilíbrio nunca se perca!

4 – Não descurem da alimentação

A verdade é que é muito fácil que tal aconteça. O Mc Donalds está à mão, as pizzas do supermercado são baratas, muitas vezes chegamos sem paciência para cozinhar a casa… No entanto, não podemos deixar-nos levar por essas facilidades. Ajuda termos ingredientes frescos, como fruta e legumes em casa, e mentalizarmo-nos de que o que comemos, diz muito de nós e da nossa saúde!

5 – Continuem a ter alguns dos hobbies que tinham

Mudar de cidade não implica obrigatoriamente mudar o estilo de vida por completo. Se, por exemplo, jogavam um desporto coletivo no secundário, procurem a equipa da vossa faculdade e inscrevam-se. Se tinham uma banda, façam um esforço para continuar a reunir-se ao fim de semana. Estes são apenas alguns exemplos, mas o que vos quero dizer é que manter algumas coisas que sempre gostámos e fizemos pode ajudar-nos a ter uma adaptação mais fácil.

6 – Façam um boa gestão da vossa mesada

A verdade é que também se torna muito mais fácil gastar dinheiro. Além de termos mais gastos obrigatórios, também estamos expostos a mais tentações: saídas à noite, jantares, compras… Se não colocarmos um travão, em algum momento vamos sentir que estamos a gastar mais dinheiro do que deveríamos. Uma boa ideia pode passar por anotarem os vossos gastos, de forma a terem uma maior noção daquilo que vos faz gastar mais dinheiro e o que é que podem cortar!

Se tiverem alguma dúvida, aqui estarei para responder, claro! E quem já passou por esta experiência, também é muito bem vindo a partilhar as suas dicas! Smile

Deixe aqui o seu comentário!

Joana diz:

Eu devo entrar longe de casa, por isso todas as dicas são bem-vindas Razz
Estou indecisa entre residência ou casa.
Beijinhos
Joana
https://curlyhairandlipsticks.wordpress.com/