Apresentando a Categoria: celulite

No combate à celulite

9

Abr

Daniela Monteiro

beleza, celulite, pele, verão

Em seguimento da vossa resposta a este post, farei uma série de posts tendo em vista os dias de praia e roupas leves. É certo que devemos cuidar do nosso corpo com a mesma atenção todo o ano, mas o ritmo do quotidiano nem sempre o permite e estes meses de primavera são ideais para redobrar os cuidados! Hoje, o tema é a implacável celulite.

3  Continuar a ler

Tratamento da celulite

3

Fev

Daniela Monteiro

celulite, esfoliação, hidratação, pele

Existem inúmeros tratamentos que ajudam a disfarçar a celulite e potenciam a eliminação de gordura, embora seja quase impossível erradicá-la completamente. Tal não impede uma melhoria Smile

Esfoliantes

Um esfoliante químico atua nas camadas superficiais da pele, dissolvendo as ligações entre células mortas e desobstruindo poros. A celulite é um problema mais profundo, pelo que embora esfoliar e hidratar melhore o aspeto da pele, não vai atuar na celulite.

Cremes

Quando se pensa em celulite, vem à cabeça a palavra anti-celulítico. Certos (e relativamente poucos) cremes ajudam a minimizar alguns efeitos visíveis mas estes são, por regra geral, uma solução temporária, cara e frequentemente falível. É obviamente uma escolha pessoal, mas tenho a ousadia de deixar a recomendação: não é um bom investimento. Se forem experimentar os milagrosos, tentem pelo menos ter acesso a uma amostra previamente.

Massagens

As massagens promovem a drenagem geral dos tecidos e estimulam a circulação. Podem ser feitas com um famoso creme acima referido ou um óleo. Realiza movimentos circulares ascendentes ou, é claro, pede ajuda a alguém.

Tratamentos estéticos

O tratamento deve ser aconselhado por um profissional, depois da devida consulta(s). Esta é a opção que melhores resultados apresenta, mas não há garantias de que resulte com todas as pessoas da mesma forma. É normalmente aconselhada aos estágios mais avançados.

Estilo de vida

Uma boa alimentação e uma vida ativa são indispensáveis, tanto para prevenção como para tratamento da celulite. Esta afeta pessoas de todo o espetro de IMC, todos os sexos e idades. Por isso, já sabemos: muita água e vegetais, carne branca, peixe; pouco sal, cafeína e gorduras saturadas.

 

Por fim uma palavra de alento. As estatísticas valem o que valem, mas supostamente cerca de 80% das mulheres com mais de 14 anos apresenta alguma forma de celulite – é mais comum do que a acne na adolescência. Não deixemos que algumas relevâncias na pele nos baixem a auto-estima!  Smile

Beijinho, dani

Celulite

22

Jan

Daniela Monteiro

celulite, gordura localizada, pele, saúde

A celulite é um conjunto de alterações anatómico-funcionais, caracterizada principalmente pelo aparecimento de ondulações da pele, dando-lhe o aspecto de casca de laranja ou de colchão.

Numa hipoderme saudável, a gordura existente está perfeitamente compartimentada nos tecidos e a pele apresenta uma textura lisa. Uma rede capilar bem estruturada fornece ao tecido adiposo o oxigénio e os nutrientes necessários e permite uma eficiente remoção de toxinas. Em tecidos com problemas a rede capilar fica alterada assim como a rede de fibras de colagénio. A celulite é consequência de uma alteração do tecido adiposo resultante de um processo inflamatório ocorrido na camada mais profunda da pele.  Nesta camada, a hipoderme, encontram-se os adipócitos (células responsáveis por armazenar energia sob a forma de gordura).  Os adipócitos estão agrupados em lóbulos, isto é, em conjuntos separados por finíssimas paredes de tecido conjuntivo, que contêm fibras de colagénio e capilares sanguíneos e linfáticos. Quando estas células aumentam de volume, e armazenam mais gordura do que o necessário, comprimem a microcirculação e dificultam a drenagem, causando uma reação inflamatória que provoca lesões irreversíveis na arquitetura da camada superficial da pele.

Surgem então bolsas de gordura que se acumulam por baixo da pele – causando as famosas e inestéticas covas – principalmente nas ancas, coxas, nádegas e abdómen. Trata-se de um problema estético que atinge cerca de 90% das mulheres e que começa a manifestar-se logo após a adolescência. Má alimentação, predisposição genética, excesso de peso, tabagismo, consumo de álcool, problemas cardiovasculares, sedentarismo, níveis de stress elevados e alterações hormonais são as causas mais comuns.

Diagnóstico

O médico que realiza a avaliação da celulite é geralmente o dermatologista. O diagnóstico é dividido em graus:

Estágio I – Não tem covinhas quando estás de pé ou deitada. Quando beliscas a pele, não são visíveis.
Estágio II – Não tem covinhas quando estás de pé ou deitada, mas quando beliscas a pele é possível verem-se ligeiros sinais de celulite.
Estágio III – De pé as covinhas são visíveis, no entanto esta situação não se verifica quando estás deitada.
Estágio IV – Quer estejas de pé ou deitada facilmente se podem observar covinhas.

Prevenção

Para prevenir o aumento da celulite, ou mesmo reduzir a visibilidade dos nódulos de gordura, é essencial adotar um estilo de vida saudável com uma alimentação rica em água e vegetais, exercício físico regular, e evitar o tabaco e a poluição. Aqui ficam algumas dicas:

  • Evita roupa apertada, ou muito justa, especialmente na cintura.
  • Não uses meias ou botas apertadas, e saltos altos.
  • Quando a distância o permitir, desloca-te a pé.
  • Evita o elevador – prefere as escadas.
  • Se possível, pratica natação ou anda de bicicleta.

 

Qualquer dúvida, deixem por favor nos comentários  Smile O tratamento fica para outro post
Beijinho, dani

Fontes: http://www.fitpassion.com/http://saude.sapo.pt/