Apresentando a Categoria: varizes

Varizes e “veias de aranha” – tratamento

10

Mar

Daniela Monteiro

saúde, varizes

Se estiverem interessadas, podem ler sobre em que consiste o problema, como se forma, as suas causas, diagnóstico e medidas de prevenção neste post.

O que deve ser tido em consideração?

  1. Informe-se bem sobre os riscos associados a cada produto.
  2. Qualidade e confiança (registro na UE) do produto ou tratamento.
  3. Escolha somente aqueles produtos que tenham garantia de devolução de dinheiro.
  4. É muito importante que o tratamento conte com o apoio de médicos reais.
  5. Esteja atento se existem testemunhos de clientes autênticos.

Quais são os tratamentos que existem?

  Estas lesões podem ser tratadas por laser, escleroterapia (“injecções”) ou cirurgia, dependendo do seu tamanho e da presença de outras patologias. A escolha do tratamento adequado e despiste de eventuais contraindicações deve ser efectuada em consulta médica pré-tratamento.

Como funciona o tratamento laser?

  O aparelho de laser distribui uma quantidade precisa de energia sobre as lesões, que é sentida pelo paciente sob a forma de calor. Esta energia causa a coagulação dos vasos sanguíneos, que são depois reabsorvidos pelo organismo. A maioria dos pacientes refere algum desconforto, mas este é ultrapassado pela aplicação prévia ao tratamento de um creme anestésico.

282462 tratamento de varizes na perna com laser 00000000000007A0 Dê adeus às varizes

Quais são os resultados e os efeitos indesejáveis que podem ocorrer?

  As lesões após o tratamento ficam mais vermelhas durante 2 a 3 dias, ocorrendo depois a reabsorção pelo organismo e desaparecimento das lesões, processo que decorre em 1 a 2 meses.
Os efeitos indesejáveis são raros e consistem essencialmente em ocasionais “nódoas negras” que desaparecem em 5 a 6 dias e manchas acastanhadas, que ocorrem quando há exposição ao sol logo após o tratamento. Em caso de exposição directa ao sol, no Verão, deve-se interromper previamente os tratamentos.
O número de tratamentos necessários depende da extensão das varizes e derrames presentes, e podem ser efectuados com intervalos de 4 a 8 semanas.

Quais os cuidados a ter após o tratamento e como prevenir o aparecimento de novas lesões?

  • Usar meias elásticas na primeira semana após o tratamento para acelerar a reabsorção das lesões e não frequentar piscinas ou fazer a depilação com cera.
  • Nas duas semanas após o tratamento não deve haver exposição directa ao sol das áreas tratadas ou frequência de solários. O desrespeito destes cuidados é a maior causa de efeitos indesejáveis após o tratamento.
  • Usar meias elásticas na gravidez ou quando se tem actividade profissional que obrigue a muitas horas de trabalho em pé.
  • Controlar o excesso de peso e sedentarismo. A melhor actividade desportiva para esta doença é a marcha.

Beijinho, dani

Fonte: nutricao.emforma.pt; tratamentodevarizes.com

Varizes e “veias de aranha”

28

Fev

Daniela Monteiro

alimentação, exercício, saúde, varizes

O que são?

As veias de aranha e as varizes são diferentes. As primeiras são pequenos vasos sanguíneos (capilares) de tom vermelho, arroxeado ou azulado, muito superficiais. As varizes são dilatações venosas. Embora possam manifestar-se em qualquer parte do corpo, afectam principalmente as veias dos membros inferiores.

Como se dão?

São uma consequência do mau funcionamento das válvulas venosas das pernas, encarregadas pela retoma do sangue ao coração. Quando uma ou mais válvulas falham e não fecham correctamente, ou quando as paredes dos vasos sanguíneos se debilitam, há refluxo de uma certa quantidade de sangue que começa a acumular-se nas veias, fazendo com que se dilatem e provocando, com o tempo, um estancamento que leva à aparição de varizes nos membros inferiores.

O que poderá inicialmente ser uma preocupação estética pode vir a tornar-se num problema de saúde sério.  Logo, a prevenção é necessária e fundamental.

Diagnóstico

  1. Grau 1: São consideradas como um problema estético, ainda que em alguns casos podem chegar a ocasionar sensação de peso e cansaço nas pernas.
  2. Grau 2: São mais visíveis e estão mais inchadas que as anteriores. Provocam desconforto e começam já a ser um problema para a saúde. As vezes podem produzir varicorragias (sangramento de uma veia), distrofias cutâneas e hipodermite.
  3. Grau 3: Maior dilatação e tortuosidade (muitos pacientes falam de “tubos” nas suas pernas). Podem produzir-se mudanças na coloração da pele, que se torna parda e dura, escamosa e enrugada. As dores são mais intensas e há reações inflamatórias da pele. A cura implica tratamento cirúrgico.
  4. Grau 4: É a última consequência das varizes de grau 3, com complicações próprias da doença como ulcerações dolorosas e a embolia pulmonar (a complicação mais grave derivada desta doença mas também a menos frequente). A embolia pulmonar provoca a obstrução de uma artéria pulmonar por um coágulo de sangue procedente de alguma destas varizes de Grau 3 que foi se moveu e chegou à circulação venosa profunda, daí até às artérias pulmonares.

Causas

  • Sobrepeso: As pernas grossas requerem uma maior circulação sanguínea por parte das artérias, que tem que ser drenado depois pelas veias, o que favorece a sobrecarrega das mesmas.
  • A gravidez é a causa mais frequente para aparição de varizes em mulheres, já que conforme o gravidez se vai se desenvolvendo irá aumentando a pressão nas veias da zona dificultando assim a circulação de volta ao coração.
  • Pressão arterial alta: Uma tensão arterial alta (que por sua vez é provocada pela obesidade) é outra das principais causantes do aparecimento de varizes.
  • Vestir roupas e/o calçados muito justos (meias, ligas, faixas, etc.) dificulta a correcta circulação sanguínea e é algo que convém evitar.
  • Uso de anticontracetivos,bem como a menopausa, provoca retenção de líquidos, além de favorecer a falha das válvulas.
  • Sedentarismo: não favorece a contracção muscular nem ativa a circulação, e por não haver nenhuma atividade dá-se um estancamento do sangue e uma sobrecarga valvular, o que facilita a aparição das varizes.
  • Trabalhar ou permanecer de pé durante longos períodos: nos trabalhos de pé prolongados (e por extensão, permanecer de pé durante muito tempo em qualquer circunstância) há pouco exercício muscular, além de que a circulação se dá contra a gravidade, dada a posição.
  • Factores hereditários. Se há um historial de varizes na família, é provável que perdure.
Sexy-legs-11_large

Prevenção

Para prevenir varizes, devemos evitar todas as situações referidas acima. Podem também tomar-se certas medidas:

  • Evitar calor: depilação com cera quente, banhos quentes, lareiras e exposição solar prolongada contribuem para dilatar as veias levando a varizes.
  • Andar descalço: caminhar na areia à beira mar é um ótimo exercício para estimular os músculos das pernas.
  • Elevar os pés: é preferível descansar os pés acima do coração, para ajudar a circulação do sangue nas penas (pode fazer-se uma massagem suave), que se dá constantemente contra a gravidade. É também recomendado dormir com os pés elevados.

O tratamento será indicado noutro post.

As nossas leitoras sofrem de problemas vasculares?

Beijinho, dani

Fonte: tratamento de varizes.com

Pernas perfeitas

13

Ago

Daniela Monteiro

dieta, exercício, pele, varizes, verão

   Seja à mostra numa saia curta ou evidentes em skinny jeans, umas pernas firmes e elegantes calham bem todo o ano. Para umas pernas bonitas é necessário boa pele, bons músculos e boas veias.

   Esfoliar e hidratar a pele de todo o corpo, todo ano, é essencial. Quando esfoliares as pernas, insiste um pouco mais nos joelhos, mas sê gentil. No fim do banho aplica um bom hidratante ou, se não esfoliaste, podes sempre optar apenas por óleo de amêndoas doces e poupar no teu melhor hidratante. Fora do Verão, dá um descanso à tua pele e dispensa a depilação, principalmente se viveres em calças na época menos quente.

248407_10150198613358915_161162533914_7178650_7181891_n_large

   Alimentação equilibrada, 1,5l de água diários e um estilo de vida saudável integram na prevenção da celulite. Mantém-te activa, reduz o sal e gorduras saturadas e, uma vez por outra, perde algum tempo a massajar as coxas. Não desperdices dinheiro em anti-celulíticos. Sinceramente: se cremes resolvessem o problema, crês que as celebridades estariam na mesma situação? Na verdade, o tratamento que melhor resulta para a celulite é cirurgia estética. O melhor mesmo é prevenir.

Tumblr_lprqisqyog1qczispo1_1280_large

   O exercício físico é a cereja no topo do bolo. O aspecto mais importante é a prevenção de varizes e derrames, ao melhorar a circulação sanguínea e válvulas venosas. Mas, se queres as pernas perfeitas, tira algum tempo (pelo menos três vezes por semana) para “modelar” os músculos das tuas pernas, desenvolvendo-os de forma bonita e feminina.

   O exercício de cardio (corrida, caminhada, natação, dança, bicicleta) ajuda-te a gastar calorias em forma de gordura e assim reduzir a flacidez. Mas para umas pernas firmes, deves complementar com exercício de força. Estes movimentos são dos meus preferidos (2 séries de 20 repetições chegam; vai aumentando o número de séries). É importante variar os movimentos e ir aumentando o número de séries. Pelo menos quatro vezes por semana.

Tumblr_losxabbsug1qa5cmuo1_500_large

   E, só para acabar, reforço: muita água! Alguns alimentos como morango, abacaxi, melancia, cenoura, abóbora, pepino, limão, agrião, salsa, entre outros, estimulam a eliminação de líquidos do organismo. Inclui-os na tua dieta, mas não abuses deles.

   Beijinho, dani